_Jamaica
Kincaid

    Conhecida como Jamaica Kincaid, a escritora e editora de St. Johns (Antígua) alterou seu nome de nascença, Elaine Potter Richardson, com o qual foi batizada em 1949. Kincaid cursou a educação primária no sistema britânico colonial. Em 1966, na adolescência, foi enviada pela mãe para Scarsdale (EUA), a fim de seguir com os estudos. Uma década depois, passou a colaborar com a The New Yorker, onde ficou por nove anos. Uma seleção dos artigos produzidos nesse período, em sua coluna chamada Talk stories, foi organizada em livro.

    A autora publicou diversos romances e livros de não-ficção, além de contos e artigos para revistas e websites. Destacam-se At the bottom of the river ( 1983), com o qual conquistou o “Prêmio Morton Dauwen Zabel”, concedido pela Academia Americana de Artes e Letras; Annie John (1985), finalista do “Prêmio International Ritz Paris Hemingway” e vencedor do “Center for Fiction’s Clifton Fadiman”; A small place (1988), que teve trechos incorporados ao documentário Life and debt; The autobiography of my mother (1996), vencedor do “Prêmio Anisfield-Wolf” e See now then (2013), que conquistou o “Prêmio American Book” em 2014. O conto que selecionamos para a Puñado foi publicado pela primeira vez em inglês, na The Paris Review, em 1981.

    A autora, que atualmente leciona na Universidade de Harvard, tem como uma de suas marcas a forte carga autobiográfica presente nas obras. Kincaid se define como uma escritora, uma jardineira e uma escritora jardineira.

    0