_Dahlma
Llanos-
Figueroa

    A porto-riquenha Dahlma (1973) cresceu nos Estados Unidos e estudou nas escolas públicas de Nova Iorque, onde vivia com os avós.

    Se formou em artes na State University of New York at Buffalo e, posteriormente, completou o Mestrado em Biblioteconomia no Queens College. Trabalhou por diversos anos como bibliotecária e professora, e foi após a sua aposentadoria que passou a se dedicar à literatura.

    Em 2009, publicou seu primeiro romance, Daughters of the stone. O livro teve boa recepção da crítica, sendo resenhado e listado como destaque por diversos veículos. Com ele, Dahlma venceu o prêmio “Bronx Council on the Arts ACE and BRIO” e foi finalista da “PEN/Robert Bingham
    Fellowship for Writers”.

    Em 2012, a editora Campana incluiu um de seus contos, “Mapping”, na antologia Breaking Ground: Anthology of Puerto Rican Women Writers in New York (1980-2012). “Memórias Sépia”, o texto da escritora que selecionamos para a Puñado, foi publicado pela primeira vez no site Los Afro-Latinos, em 2017.

    A escritora comenta que suas narrativas longas, embora tenham uma natureza universal, são extremamente influenciadas pela simbologia mística do oeste da África e pelo realismo fantástico latino-americano. Seus contos, por outro lado, seriam calcados no realismo urbano.

    Atualmente, Dahlma termina seu segundo romance, People of Endurance.

    0