__quem somos

A Incompleta é uma editora independente, com sede nômade em São Paulo. Gostamos de tiragens pequenas – que permitam experimentar gráfica e artesanalmente, acompanhar de perto cada detalhe dos trabalhos e ter contato com os leitores. Acreditamos naquele tipo de casa em que os amigos entram sem cerimônia e abrem a geladeira: os nossos chegam no blog, no Spotify, nos listões de final de ano e, muitas vezes, nas nossas mesas em feiras e eventos. Esse vaivém torna a editora um projeto vivo. Produzimos, atualmente, as revistas Puñado e Liget. Antes disso, publicamos o fotolivro Hart (2015), o zine Sobre Ser Uma Linha (2016) e o zine Does This Look Like A Real Comic To You? (2017). Os nossos temas são literatura, HQs, fotografia, cinema e música.

laura del rey

laura del rey

[edição, textos, fotografia, design]

Graduada em Cinema e com especialização em fotolivros, atua como fotógrafa, escritora e designer. Em 2015, publicou o livro Hart, em parceria com Alziro Barbosa; em 2017, publicou a crônica Sobre ser uma linha, ilustrada por Gui Athayde. Teve trabalhos fotográficos expostos no Brasil e no exterior e, em 2017, foi convidada para participar da residência artística Kaaysá. Coordena e edita a revista Puñado, em parceria com a tradutora Raquel Dommarco Pedrão, e também colabora com outras publicações – como a Revera, a Pulpo, a OLD e o Icônica, escrevendo artigos e realizando entrevistas. Se interessa, especialmente, por processos fotográficos históricos e pelas relações entre texto e imagem. Atualmente, cursa o mestrado na FFLCH-USP e tenta terminar seu primeiro livro.

kz marcos casilli

marcos casilli

[edição, textos, HQs, playlists]

Cineasta de formação, tradutor por necessidade e quadrinista por teimosia. Em 2017, terminou o mestrado em História em Quadrinhos na Escócia. Passa a maior parte do tempo vendo filmes e TV, traduzindo filmes e TV ou escrevendo filmes e TV – e também lendo e criando quadrinhos. Além de cinema, TV e quadrinhos, gosta de música, gatos, cerveja e ternos. Acredita que, mesmo que John Lennon tivesse morrido logo após gravar os vocais de Twist and Shout, sua contribuição para a música já teria sido imensa. Dizem que é formal. Já tem publicados o zine Does this look like a real comic to you? e a revista Liget nº 1, ambos pela editora Incompleta.

0