laura del rey

Querida Angelina,

para a Angelina, quando ela souber ler : )

˜ para Angelina,

que em breve lerá algumas e depois todas as palavras

(mas que já lê, de alguma maneira, seu universo) ˜

Você completava 1 ano e seu pai pediu que eu escrevesse uma mensagem, a ser lida em algum ponto do futuro – fui silêncio. Sentir-me parte não é coisa que maneje bem, e quando preciso de boas palavras, às vezes seco. Confesso, porém: foram meses de lá pra cá que rodei no mundo um pouco diferente, talvez tentando coletar algumas faíscas pra você (quem não se encanta com a chance de iluminar um atalhozinho no caminho de quem vem?). Dei de cara com os desenhos de Liniers dedicados à sobrinha que nascia – nem ele podia fugir dos clichês.

Angelina, você já fez 2 anos e juntei pouco, mas queria te entregar: – um amigo escreveu, estes dias: ‘Existirá sempre a expansão do universo e a fila do pão’; – quando as ideias parecerem falhar, experimente o som (estou em dúvida sobre esta); – a terceira coisa foi esta joia abaixo:

halley

Deixo também este álbum. Uma parte do meu arquivo afetivo que, sendo o presente pra você que virá, ganha ares de futuro também (tomaremos um vinho, em breve, conversando sobre a semelhança dos astrônomos e dos arqueólogos). É um teste livre entre a linguagem das HQs, os livros de foto e os filmes de estrada, porque foi no sentimento de viagem que melhor encontrei nosso primeiro abraço.

A fotografia, que é menos e mais que o gesto, tenta não perder (se toda lembrança pudesse ser um livro, acredito que seria). Por enquanto, cada dia que a memória guarda é um suvenir.


incompleta-final-trecho--

incompleta-final-2

incompleta-final-3

incompleta-final--4

incompleta-final--5

incompleta-final--6

incompleta-final--7

incompleta-final--8

incompleta-final--9

incompleta-final--10

incompleta-final--11

incompleta-final--12

incompleta-final--13

incompleta-final-trecho

incompleta-final--15

incompleta-final--16

(ainda não sei de quem é a tirinha do Halley.)

Incompleta é um site feito entre amigos, onde todos dão pitaco no assunto do outro. Volta e meia, a vontade de seguir a conversa é tanta que acaba gerando um novo post. Este aqui foi inspirado por Algumas notícias, como as das Filipinas, não têm hora para chegar, de Raquel Chamis.

 

__ completando

__ complete

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *